sábado, 4 de abril de 2009

¬¬

Estou revoltada com certas coisas que andam acontecendo.
O post abaixo é sobre uma delas.. eu sofri bullying quando nem sabia que essa era a palavra.. meus irmãos também sofreram.. e agora meu primo mais novo está passando pelo mesmo, mas de forma ainda mais humilhante do que eu ou meus irmãos passamos. O pior é que a escola não toma providência e ainda põe a culpa na pessoa que sofre a agressão.. ela que não sabe se comportar, que é timida, retraída ou disperssiva.. Malditos.. não sabem o trauma que isso gera em uma criança ou em um adolescente.
É revoltante ver o quanto as pessoas são ignorantes. Maldosas, cruéis, vis, preconceituosas..
Preconceito social, racial, nacional, sexual.. São tantos!
E por mais que as pessoas saibam que não existe razão que justifique o preconceito, elas continuam sendo preconceituosas e se justificam pela moral da igreja, da nação ou do raio que as partam!
Malditos, todos malditos, todos e cada um que comete essas barbaridades chamadas preconceito e intolerância são malditos.
Enfim, o ser humano, quase sempre, é uma merda. Um parasita. Ainda mal dizendo o parasita né..
Ridículo.
Estou cansada, isso sem mencionar outras barbaridades sendo acobertadas, outros comportamentos perigosos, destrutivos, maldosos sendo encobertos. Vai entender.
Cansei..
Mais uma coisa, fui tola em voltar a comer carne. Sim, carne é uma delícia, de fato, adoro. Mas não gosto nem um pouco do que isso significa: eu mato pra comer. Já não é legal matar planta, pior é matar animal.
Tola. Não tenho esse direito.
Eu não me dou esse direito mais.
Chega, foram 14 anos sem comer carne. Agora, são 6 meses comendo. Mas parou por aqui. Chega mesmo.

3 comentários:

Ro... disse...

oi ju!
nossa que coisa ruim mesmo...
eu tb fico indignada com esses assuntos.
Não sei bem como as escolas ai no Brasil atuam diante desse problema, mas aqui, com certeza, sei que deveriam estar mais preparadas. Contar com um melhor equipe em psicopedagogia, que interatue com o ensino cognitivo. E aliás, eu sendo professora sinto que tb não fui bem preparada sobre essas coisas quando estava me formando.
Mas a pesar disso, eu sei q numa situação assim, faria o impossível para me envolver no assunto e tentar procurar soluções e não deixar passar tempo, pois pode acabar em tragédia até, né...
Aqui já houve um caso desses..q o guri foi maltratado, discriminado, objeto de brincadeiras e mais...e um dia acabou tirando um arma na sua aula e matou a vários colegas.
As vezes, ninguém leva a sério esse tipo de coisas, pensando q só é bobagem entre crianças...mas isso cansa, angustia, machuca, magoa e muito mais a quem o padece. E nunca sabemos q reação pode ter a pessoa em questão.
Tem de se prever coisas assim, dar aulas informativas, fazer trabalhos em grupo entre alunos, integrar eles...e muitas coisas mais poderiam se fazer pra depois não acabar lamentando o que poderia ter se evitado.

Tomara tudo se resolva logo com teu primo e já não tenha de suportar esse tipo de coisas...

Beijossss querida
=***

Juliana disse...

pois é ro
pode acabar em tragédia mesmo. é muito complicado e preocupante
mas as pessoas não sabem lidar com isso, de modo geral. poucos tem preparação adequada...

Gustavo Martinho disse...

e geralmente termina em tragedia...
isso que é o pior...
mesmo que nao seja de uma forma aparente...
marca a vitima para o resto da vida...
inibe, poda, acabavivendo uma "meia vida"...